RSS

Arquivo da categoria: referências

Imagens, sites, blogs, livros interessantes e qualquer outra coisa que possa ser útil ao designer na hora de criar seus projetos editoriais.

Site da semana: Galeria de P-E Fronning

Basear-se no passado é um modo de não repetir erros. E também de encontrar “novas” referências. No Flickr de P-E Fronning é possível encontrar centenas de capas de livros e ilustrações que ele escaneou. Cuidado, existem fotos pessoais do autor pelo meio dos livros. 😉

Confira o site nesse link.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em março 28, 2010 em capas, sites

 

Tags: , , , , ,

Pensando em tudo: marcador de livro diferente

Designer é designer, então pensa em tudo, seja ele especializado em livros, revistas, embalagens, produtos, web. E justamente por isso que a yuruliku Design pensou nesses marcadores de livros muito sacados.

Quando você quer ler um livro e gosta de certos trechos, ou precisa anotar excertos dele depois o que você faz? Na maioria das vezes pega um post-it e o recorta (ou rasga) em pedacinhos menores. Quando muito, compra aqueles marcadores adesivos especiais que custam caro. Como fica o livro depois? Horrando, cheio de pedacinhos amarelos saltando pra fora.

O Green Marker é a mesma coisa que o post-it, pedacinhos de papel adesivo. Só que são muito mais lindos! Veja como fica fabuloso ter um livro assim apoiado próximo à cama ou ao computador:

Grama dentro de casa! E não precisa regar!

O Green Maker é vendido no site da empresa, por 75 ienes (R$1,50!). Vem em uma linda embalagem.

 
2 Comentários

Publicado por em março 3, 2010 em design

 

Tags: , , , ,

Site da semana – The book cover archive

Está com preguiça de ir até a livraria mais próxima refrescar os olhos com boas referências de capas? Quer ver o que os outros países oferecem em matéria de capas? O site The book cover archive tem tudo isso que você procura.

Um repositório completo e muito bem organizado. É possível buscar por designer da capa, título, autor, diretor de arte, fotógrafo, ilustradores, gênero, entre outros assuntos. Uma busca interessante pela qual vale passar é a de tipos, que mostra inúmeras capas de livros que levam a mesma fonte em seu conteúdo. Ao clicar em uma capa o site traz uma ficha legal com informações sobre editora, designer, etc.

O site também dispõe de um blog que trata de assuntos gerais do mercado editorial e outras referências de design. No rodapé há dicas de outros sites que abordam as capas de livros como tema.

Uma exposição online completinha. Pra quê sair de casa?

Essa dica foi do @rseiji.

 
1 comentário

Publicado por em fevereiro 26, 2010 em capas, sites

 

Tags: , , , , , , , ,

Gráfica Fidalga – amor pela impressão

Quantas vezes por dia não vemos aqueles cartazes coloridos misturados à sujeira e ao barulho da cidade? Shows de funk, de pagode, de mulheres dançarinas… vemos de todos os tipos, e são tantos que quase já não são mais vistos. Alguns dizem que enfeiam a cidade, já suja e saturada e poluição. Outros tratam o lambe-lambe como expressão de arte, e até colecionam exemplares.

Você já parou para imaginar de onde vêm esses lambe-lambes? Quem faz isso? São peças que parecem ter parado no tempo, que ainda utilizam a mesma tipografia de tantos anos atrás. Apesar dos assuntos que retratam terem se adaptado ao nosso tempo, o papel colorido e fino, a tinta bicolor e as grandes letras esticadas parecem pertencer a todas as épocas.

O vídeo abaixo mostra isso e muito mais sobre esses cartazes. A Gráfica Fidalga fica em São Paulo, e produz pôsteres em uma impressora alemã de 1929, que utiliza letras de madeira entalhadas. Chamado de “lambe lambe,” o fino papel usado nos pôsteres é colado com cola de arroz. Graças à Galeria Choque Cultural, que regularmente produz pôsteres para suas exposições com a  Gráfica Fidalga, eles conseguem sobreviver, mas ainda precisam de ajuda. Caso esteja interessado, contate o diretor da galeria Eduardo Saretta.

Aposto que, depois de assistir ao vídeo, os lambe-lambes passaram a ter valor sentimental para você. Depois de perceber o amor com que são feitos, a paixão que é dosada em sua produção, e da história de vida de seus produtores, não há como não olhar pra um deles agora e não dar um pequeno sorriso.

Em um mundo aonde as coisas são tratadas com indiferença, aonde gráficas gigantes e mecanizadas produzem milhões de peças por dia, existem três caras que amam o que fazem, que passaram a vida inteira se dedicando a isso, e que “sentem a dor” da máquina quando ela tem um problema. Não precisamos todos fazer isso, mas dá um gostinho a mais na profissão ver outras pessoas que também gostam de artes gráficas a esse ponto.

Para quem acha que isso não teve nada a ver com Design de Livros, sugiro apreciarem a capa do ótimo volume e referência “Pensar com tipos”, de Ellen Lupton. São quatro tipos de capa, todas impressas em impressoras de lambe-lambe. Uma ótima idéia, com um acabamento alternativo e bonito. Confira terechos dele aqui.

pensar_com_tipos

Créditos: Mural CDesign

Em tempo: Caso você também aprecie essa arte neglicenciada, recomendo uma noite no bar Exquisito!. Lá, além do ambiente diferente e da comida boa, é possível ver paredes forradas dos mais diversos lambe-lambes, das mais diversas épocas, além de cartazes antigos do nosso cinema nacional.

A dica do vídeo que inspirou esse post é do Rodrigo Bruno.

 
14 Comentários

Publicado por em abril 22, 2009 em história, referências, tipografia

 

Tags: , , , , , ,

Livro na mão – Alternativas às livrarias virtuais

Para todo bom designer, referências são essenciais. É sempre bom ter aquela seleção especial de bookmarks, ter alguns daqueles livros que são um apanhado do que de melhor foi feito pelo mundo afora…

Porém, um bom Designer de livros deve ter aquela coleção que ele tanto gosta, com capas bem trabalhadas e ilustradas. É uma maravilha, pra quem está sem inspiração, poder ir até a prateleira da sala ou do quarto e pegar uns bons exemplares guardados.

Quando não dá para fazer isso e estamos em um daqueles lacks de criatividade, vamos a qualquer livraria nos esbaldarmos em novidades, cheirando o delicioso cheiro do papel e da tinta, invejando alguns livros que queríamos ter, seja em hypes como a Fnac e a Livraria Cultura ou em pequenas livrarias de bairro.

Entretanto, alguns exemplares não são mais vendidos, ou você quer guardá-los, e estão caros! O que fazer então?

Foi uma longa enrolação, mas gostaria de compartilhar dois sites interessantes que trazem novas funcionalidades à internet.

estante-virtual

Estante virtual (http://www.estantevirtual.com.br)
Cansado só de pensar em ter que procurar algum livro em um sebo? E se eu morar no Espírito Santo e não tiver nenhum por aqui? E se o que eu quiser estiver em São Paulo? É aquele livro indispensável, aquele achado fabuloso. O estante Virtual é uma das melhores idéias de mercado na internet na minha opinião. É um aglomerado de sebos em um só site! Você nem ao menos precisará ficar rodando de site em site!

Além disso, a publicação dos produtos segue um padrão, facilitando ainda mais as coisas. Ao escolher um livro, você já é informado a respeito do local de origem do livro, e já pode calcular um frete próprio do sebo. Se cadastrou, pagou e recebeu, muito simples. Já testei e recomendo.

trocando-livros

Trocando Livros (http://www.trocandolivros.com.br)
Faz um tempo que você já não é mais criança, mas os seus livros infantis ainda se acumulam em um baú no canto do quarto. Ou você ganhou um livro que já tinha, ou que não gostou (acontece. Sério). O que fazer? Passar a outro amigo? Mas que dó ficar sem nada em troca! Não no Trocando Livros! Poste o seu livro (que às vezes é reconhecido pelo ISBN) e espere alguém se interessar por ele.

Se alguém requisitar seu livro, envie pelos Correios no endereço indicado o mais rápido possível. Confirme seu envio e ganhe um crédito, que pode ser utilizado para pedir outro livro que esteja disponível no site. Simples assim! Também já testei esse e digo que funciona!

 
Deixe um comentário

Publicado por em abril 20, 2009 em referências, sites

 

Tags: , , , ,

A internet como ferramenta de exposição pessoal

Hoje em dia, você não é nada se ninguém te conhecer. Sim, às vezes temos que ser um pouco chatos e insistir para que conheçam o que fazemos e quem somos, para que lembrem da gente um dia desses. Popularmente, isso é conhecido como networking, o ato de ir atrás e fazer contatos para fins profissionais.

Pessoalmente, eu não gosto muito disso, e confesso não ter paciência para ir em festas só para conhecer pessoas que talvez não tenham uma conversa que eu gosto. Prefiro ir apenas a eventos que me agradam. Se você é que nem eu, e também é tímido e acha que está perdido no mundo, então você precisa encontrar outros métodos para se promover e mostrar seus talentos a todos. Afinal de contas, não é impossível que uma empresa acabe promovendo seu serviço por sua qualidade, mas isso não é muito comum. Quanto mais você conseguir mostrar ao maior número possível de pessoas como é seu trabalho, mais fácil será alguém lembrar de você na hora de chamar alguém para um novo serviço, freela ou até emprego.

Abaixo, sugiro alguns sites para que, em plena era digital, você possa se promover utilizando a grande rede. Nada mais fácil, contanto que você não se esqueça do bom senso.



linked
Um orkut para profissionais
http://www.linkedin.com
O LinkedIn pode parecer o orkut em sua descrição, mas é totalmente voltado para profissionais. No LinkedIn você encontra pessoas que falam sobre sua carreira, seu emprego, suas habilidades profissionais e que divulgam seus portfolios, sites e trabalhos. Nele, é possível adicionar contatos profissionais ou de faculdade, recomendar pessoas e pedir para ser apresentado a alguém que pode ser interessante a você. Indispensável ter um perfil lá.



plaxo
Uma agenda online
http://www.plaxo.com
Ainda no estilo orkut, porém mais útil, o Plaxo permite que você preencha seu perfil e compartilhe com quem mais possuir conta no site. O grande trunfo do Plaxo é que ele funciona mais como agenda do que como rede social, já que você pode adicionar todos os contatos que quiser, tendo eles o Plaxo ou não. Para quem não tem, você pode enviar um email pedindo que a pessoa atualize seus dados (são dados reais, como telefone, endereço e contato profissional), e para quem tem, basta estar conectado com a pessoa, que cada vez que ela modificar os contatos dela, você ficará atualizado. Além desse serviço legal, o Plaxo possui um plugin que atualiza também sua agenda do computador, que por sua vez pode ser sincronizada com a agenda do celular. Assim, você tem sempre os contatos mais recentes sempre à sua disposição. Ah, e o Plaxo também avisa por email (e adiciona na agenda do seu celular) uma semana antes todos os aniversariantes cadastrados. É uma mão na roda para organizar seus contatos e se mostrar super organizado e atento aos seus conhecidos.



deviant1
Um portfolio artístico
http://www.deviantart.com
Se, além de suas habilidades de designer, você também possui uma mão boa para ilustrações, pinturas, fotos ou outros trabalhos artísticos, o Deviantart é o local ideal para expor seus trabalhos, uma vez que funciona como uma comunidade de artistas com o objetivo de mostrar seus trabalhos. Ter uma conta no Deviantart já é um pressuposto de que você faz coisas legais. Lé estão expostos muitos trabalhos de qualidade, e os cadastrados tem o costume de comentar no perfil dos colegas. A parte especial do Deviantart é que, além de expor seus trabalhos, você também pode colocar um preço neles, e vendê-los pela Internet.



design-related
Reunindo designers
http://www.designrelated.com
Se você quer um espaço aonde possa conversar com colegas de profissão, trocar contatos, idéias e mostrar seu trabalho, o Design:related é o que você procurava. Com um visual clean e bem planejado (queria o quê de uma comunidade de designers?), você se cadastra e pode informar os locais aonde já trabalhou e o que fez de mais importante neles. Além disso, pode ter um portfolio público, e também adicionar sites, revistas, trabalhos e outras referências que te ajudam a criar. Lá você encontra designers, diretores de arte, criadores e todo tipo de gente ligado à área. Vale ter um perfil lá para fazer contato com gente específica.



coroflot
O portfolio
http://www.coroflot.com
Você pode perguntar para qualquer designer que esteja sempre de olho no mundo virtual, que todos vão dizer que possuem um perfil no Coroflot. Esse site é ideal para apresentar seus trabalhos profissionais, procurar jobs (em sua maioria internacionais) e conhecer o trabalho de outros profissionais, e até encontrar alguma inspiração. Confira também o FigDig e o Cabonmade (pago).



flickr
Fotos bem apresentadas
http://www.flickr.com
Se você já passou da época do Fotolog, aonde tinha que esperar até de madrugada para poder subir suas fotos, está na hora de conhecer o Flickr. Visual bonito, que privilegia a foto e não o resto, esse site possui cadastro gratuito e permite o envio de até 200 fotos. É mais do que o suficiente para mostrar quem você é  e divulgar seu lado artístico mais fotográfico, apresentar lugares para onde viajou, etc. O Flickr não gosta muito que os usuários postem imagens com seus portfolios de sites, folhetos e outras peças, por isso evite fazê-lo. Utilize o Flickr para mostrar seu lado pessoal, que importa bastante para as empresas hoje em dia.



wordpress
Um blog para todos
http://www.wordpress.com
Não, o WordPress não é nenhum site social de comunidades. Se você o visitar, verá que é um dos melhores hospedeiros de blog da Internet. O melhor de tudo: é gratuito. Mas o que fazer com um blog? Oras, sua imaginação é quem vai mandar! Escreva sobre algo de que você entenda, ou de algo que pretende descobrir, e publique seus achados no blog. Podem ser opiniões, coisas interessantes encontradas em outros sites (sem nunca esquecer o crédito, claro) e até devaneios. O que importa é que o blog deve refletir sua personalidade, seus interesses e sua capacidade de escrever bem e legal.

Seu site
Além de todos esses sites recomendados, nada mostrará mais o que você é senão seu próprio site. Se você entende do negócio, poderá fazer seu site com a sua cara, do seu jeito. Se não entende, poderá contratar alguém (todos os tipos de designer merecem serviço! Deixe alguém que sabe fazer o serviço) que fará ao seu gosto. Para a hospedagem, recomendo o Dreamhost, que é internacional, confiável e barato. Porém, é necessário possuir cartão de crédito internacional para fazer o pagamento. O domínio pode ser comprado em sites de grande porte, como o GoDaddy ou o brasileiro Locaweb.

Cautela, educação e cultura
Não adianta nada você entrar nos sites sugeridos e criar um perfil em todos eles, e não atentar para o conteúdo. É necessário que as pessoas que os visitem tenham o que ver, o que ler, e gostar disso. Utilizar gírias, xingamentos e escrever errado são os pecados dos pecados. Faz com que todas essas ferramentas, ao invés de ajudar, estraguem de vez sua reputação. Procure estar sempre bem informado a respeito das últimas notícias, História, Internet, etc., e tenha o que dizer! Boa sorte.

 
1 comentário

Publicado por em março 30, 2009 em mercado de trabalho, referências, sites

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Site da semana – I love tipography

Se você gosta de livros, é quase certo que também aprecia a arte da tipgrafia. Afinal de contas, um bom tipo contribui imensamente para um bom livro, um bom design de um livro. Escolher a fonte de um livro pode demorar horas, porque qualquer designer sabe que pode arruinar seu trabalho se utilizar mal uma fonte.

Então, para quem é bom apreciador de fontes, sugiro aqui um site que realmente faz jus ao seu nome. No I love tipography você encontra posts gigantes com muita, muita referência, tirada de todos os cantos possíveis, com vídeos, all type art e outros. O site também conta com entrevistas a profissionais no assunto, imperdíveis, e avisos de lançamentos de novas famílias e tipos.

Site bonito pra caramba. Quer maior amor às fontes do que esse?

 
Deixe um comentário

Publicado por em dezembro 17, 2008 em sites, tipografia

 

Tags: , , , , , , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: