RSS

eReaders no Brasil: Novidades

04 set

No começo do ano ter um eReader no Brasil significava ter que pagar mais mil reais para ter um Kindle em casa ou R$750 para ter um Cool-ER, que não vale esse preço. Ou até mais para conseguir produtos importados. Em apenas 6 meses essa realidade mudou completamente, e hoje temos 6 opções oficiais no Brasil. Vou falar um pouco de cada uma delas agora.

Amazon Kindle (R$550)

Agora na terceira geração, o Kindle traz conexão Wi-Fi além da já conhecida 3G gratuita. Com elas você pode comprar livros em qualquer lugar do mundo e também postar pedaços do livro no Twitter ou no Facebook. O Kindle tem uma tela de 6 polegadas e teclado QWERTY físico. Além de ter entrada para fones, tem alto falante externo. Pena só ter 4GB de memória interna sem possibilidade de expansão.

Para quem é: Se você lê muitos livros em inglês, vai adorar a monstruosa biblioteca disponível na Amazon à distância de um clique. Se só lê livros em português, pode se decepcionar com apenas 5 mil títulos em nossa língua. Ler PDFs em qualquer leitor de 6 polegadas é uma droga, mas o Kindle oferece um serviço de conversão gratuita por email, que transforma o PDF em AZW, o formato nativo do Kindle, permitindo anotações nos livros e outros recursos. Então, se você tem muitos PDFs, pode gostar dele também.


Amazon Kindle DX (R$1.365)

O Kindle DX traz conexão Wi-Fi além da já conhecida 3G gratuita. Com elas você pode comprar livros em qualquer lugar do mundo e também postar pedaços do livro no Twitter ou no Facebook. O Kindle DX tem uma espaçosa tela de 9,7 polegadas (igual à do iPad) e teclado QWERTY físico. Além de ter entrada para fones, tem alto falante externo. Pena só ter 4GB de memória interna sem possibilidade de expansão. E pelo preço oficial no Brasil é quase proibitivo, já que é o preço do iPad mais barato contrabandeado no país.

Para quem é: Se você lê muitos livros em inglês, vai adorar a monstruosa biblioteca disponível na Amazon à distância de um clique. Se só lê livros em português, pode se decepcionar com apenas 5 mil títulos em nossa língua. Ler PDFs em um leitor de 9,7 polegadas é bem mais confortável, sendo esse o principal objetivo do DX.

Cool-ER (R$600)

O Cool-ER é o piorzinho dos aparelhos que eu já testei (nunca peguei no iRiver ou no MIX). Ele é o mais simples, mas sua vantagem está na sua queda de preço. Sua tela tem 6 polegadas, toca mp3, mas a sua entrada de fone não é a padrão, precisa de um conversor (que vem na caixa). Tem entrada para cartão SD de até 4GB, para expansão do 1GB de memória interna. O Cool-ER é levinho, só 178 gramas. Ele lê ePub, rtf, txt e PDF (entre outros), mas esse último é feito de forma péssima.

Para que é: Esse atual valor é próximo ao do Kindle, tornando-o o segundo mais barato. E se você quer ler ePub, esqueça o Kindle, mas o Cool-ER pode ser uma boa opção, mais barata que os outros.

iRiver story (R$1099)

No momento, o iRiver é o eReader mais caro do Brasil. Pagar R$1099 por um aparelho que é parecido com um modelo antigo do Kindle parece loucura. Ainda não pude testá-lo, mas de cara posso falar que ele grava voz, tem teclado QWERTY físico, 2GB de memória interna, expansão de até 32GB com cartão SD e tela de 6 polegadas. Ele lê arquivos ePub, PDF, doc e outros menos famosos

Ele tem alguns diferenciais em relação aos outros. Tem gravador de voz, agenda, leitor de histórias em quadrinhos e visualizador de arquivos Office como doc, xls e ppt. Mas é só, tornando ainda injustificável seu preço sem uma tela de toque ou conexões sem fio.

Para quem é: Pelo preço, vale muito mais a pena investir um pouco mais em um iPad importado, mas se você não gostou do Cool-ER, não quer esperar pela nova leva do Alfa e gostou dessas features a mais do story, essa é sua opção.

Positivo Alfa (R$700)

Uma boa surpresa em nosso mercado esse ano. Ele é bem pequeninho, mas tem a mesma tela de 6 polegadas que o Kindle, com a diferença de ser de toque. Por ser de E-Ink e de toque a tela demora mais para responder. Em compensação ele possui entrada de expansão de memória para cartões micro SD de até 32GB. Ele também tem saída de áudio, mas ela ainda não funciona.

Não há qualquer conexão sem fio, como Wi-Fi e 3G, mas uma versão assim é esperada para o final do ano. O preço é seu único problema, já que está R$150 a mais do que um Kindle. Mas ele lê arquivos em formato ePub e PDF, além de vir com o dicionário Aurélio embutido.

Para quem é: Para quem está acreditando no mercado brasileiro de eBooks, precisa de um aparelho que leia ePub, pode pagar mais caro e gostou de um aparelhinho menor e mais bonitinho. Além de querer prestigiar o mercado nacional.

MIX leitor-d (R$890)

A MIX Tecnologia prometeu um leitor por mais de um ano, e agora ele foi lançado praticamente na surdina. Ele lembra o iRiver story, que lembra o Kindle 2. Por ser pouco divulgado, não há muitas informações sobre ele. O fabricante diz que o aparelho já vem com centenas de livros gratuitos em sua memória, tornando-o interessante para o meio educacional.

Ele não tem qualquer conexão sem fio, mas tem saída de áudio e teclado QWERTY. Ele tem 2GB de memória interna e aceita até 16GB a mais em sua expansão para cartões SD.

Para quem é: Como é mais voltado para o setor educacional, não é uma primeira alternativa para o consumidor normal. Por R$600 você adquire um Cool-ER e por R$700 um Alfa. Se você quer muito um teclado QWERTY e não tem cartão de crédito internacional para comprar um Kindle, aposte nesse.

Listão comparativo

Crédito das fotos: Divulgação e Henrique Ulbrich

Anúncios
 
32 Comentários

Publicado por em setembro 4, 2010 em livro eletrônico (ebook)

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

32 Respostas para “eReaders no Brasil: Novidades

  1. Alberto

    setembro 4, 2010 at 7:02

    Gostei do artigo porém nao foi falado nada do excelente Nook da Barnes & Noble. A memoria quase ilimitada, graças a microSD adicional que pode ser de até 16GB. A capacidade de ler formato aberto ePub, que o Kindle nao ofereçe, e a otima tela com fundo mais branco que o atual Kindle 3.

     
    • Stella Dauer

      setembro 4, 2010 at 21:30

      Olá Alberto. Eu adoro o nook, mas não falei dele justamente porque essa é uma matéria sobre os eReaders que podem ser comprados oficialmente no Brasil. E, infelizmente, ainda não podemos adquirir o nook dessa forma, apenas se formos para o exterior, algum amigo trouxer ou em sites de leilão.

      A memória quase ilimitada e a leitura de formatos ePub pode ser encontrada no Alfa. Apenas o Wi-Fi e o 3G ainda não estão disponíveis.

       
      • Angela Barbosa

        janeiro 15, 2012 at 22:07

        Oi Stella, obrigada por todas as informações. Estou pesquisando pra escolher um e-reader, e você diz que adora o Nook, eu também. É grande a variedade de livros ofertados em português para o Nook? E, você sabe se há como configurar a linguagem?

         
      • Stella Dauer

        janeiro 30, 2012 at 12:33

        Angela, infelizmente não há muitos livros à venda em Português para o nook. Porém, é possível comprar qualquer eBook em lojas brasileiras e colocar no nook através do programa ADE. Infelizmente não dá para configurar a linguagem para o português.

         
  2. Roberto

    setembro 4, 2010 at 20:05

    Olá!

    Muito bom comparativo.

    Apesar de ser da Positivo, o Alfa pode bater de frente com o Kindle, desde que na próxima leva venha mais barato e com todas as funções habilitadas. As vantagens são claras: menor, mais leve, touchscreen, mais memória e formatos abertos.

     
    • Stella Dauer

      setembro 4, 2010 at 21:32

      Olá Roberto. Eu também me supreendi. Estava com preconceito, achei que seria uma porcaria. Mas quando peguei o Alfa na mão, gostei dele na hora.

      Ele tem alguns probleminhas de usabilidade, e a tela de toque dele é realmente lenta, mas é um bom aparelho para leitura, sem dúvida.

       
      • Roberto

        setembro 6, 2010 at 10:38

        Olá!
        Rodando um firmware melhor, todos os problemas somem. Foi o que fiz no meu, eu ensino como atualizar o firmware no meu blog, dê uma lida. Só depois de fazer isso é que fica valendo o preço.

         
      • Stella Dauer

        setembro 7, 2010 at 22:29

        Olá Roberto. Ótima dica a sua! Realmente, para quem já quer mais do aparelho e gosta de se arriscar para ter mais e melhor antes, é uma alternativa interessante.

        Como você mesmo disse, é bem provável que a Positivo lance essa atualização em breve. Eu aposto que será quando lançarem o novo lote por aqui…

         
  3. Valter

    setembro 5, 2010 at 23:20

    Bom material de comparação!
    Na sua opinião, qual é melhor para ler PDF: Kindle ou Positivo Alfa?

     
    • Stella Dauer

      setembro 7, 2010 at 22:30

      O dois são igualmente pouco bons, mas o Kindle dá a oportunidade de converter de forma super fácil o PDF em AZW, o arquivo do Kindle. Isso pode ajudar.

       
  4. Magno

    setembro 15, 2010 at 2:07

    O grande problema do Mix Leitor-D é não suportar arquivos com DRM. Isso impossibilta a compra de livros nas principais lojas virtuais do país.

    Também analisei em meu blog os principais e-readers disponíveis no mercado, além de outros não disponíveis.

     
    • Stella Dauer

      setembro 15, 2010 at 12:50

      Observação muito acertada, Magno. Se não lê arquivos com DRM, para quê serve, além de arquivos pessioais?

      Assim, compensa muito mais ter um Kindle, que também não lê arquivos com DRM mas é mais barato e popular.

       
  5. Magno

    setembro 18, 2010 at 17:51

    Na verdade, o Kindle lê arquivos com DRM da Amazon. São os arquivos azw, azw1 e azw2, que nada mais são do que arquivos prc ou mobi com DRM. Esses não constam do Kindle User’s Guide como suportados, mas o aparelho os lê perfeitamente.

    Por sua vez, a Apple usa arquivos ePub com DRM próprio. Assim, um livro comprado na iBook Store, mesmo sendo no formato ePub, não pode ser lido fora do iPad. Para mitigar o problema podemos usar os aplicativos que emulam os e-readers disponíveis na App Store, como o da Saraiva, da Amazon, da KoboBooks, da B&N etc, pois esses arquivos são suportados por e-readers “verdadeiros”.

    Ficou de fora do Kindle os arquivos ePub e pdf com DRM por causa dessa guerra que está sendo travada pelo domínio do mercado de e-books nos EUA.

    Se o mercado nacional adotar o formato ePub/DRM (isso parece uma tendência), como o Kindle não suporta esse formato e os e-readers “nacionais” aceitam, teremos o crescimento do mercado nacional de livros eletrônicos.

    O que não pode é ficar nesse compasso de espera 🙂

    O tempo urge 🙂

     
    • Stella Dauer

      setembro 20, 2010 at 12:19

      Olá Magno,

      Sim, o Kindle lê seus arquivos AZW. Na minha resposta esqueci de acrescentar que o Kindle não lê PDFs com DRM. E muitas editoras brasileiras estão vendendo PDFs com DRM. E não estão investindo no formato do Kindle.

      Enquanto todos não chegarem a um acordo e universalizarem não apenas o formato (ePub) mas também a codificação de seu DRM, teremos problemas. Qualquer um pode comprar um livro de papel e ler, não tem que ter nada específico. Mas ePub não chegará nem perto de substituir o livro enquanto trabalhar assim desorganizadamente.

      (Obs: Editei seu comentário corrigindo seu erro apontado)

       
  6. mkalves

    setembro 27, 2010 at 14:34

    Entendi que a matéria é sobre os leitores à venda no Brasil, mas estou bem interessada em partilhar experiências sobre o nook, dicas são bem-vindas. beijo!

     
  7. Eduardo

    outubro 1, 2010 at 21:23

    Olá Stella,

    O novo Kindle não lê arquivos ePub mesmo sem bloqueio DRM? Existe algum tipo de conversor ou teremos que ficar sem vários títulos em português por conta disso?
    Realmente esta briga de formatos só prejudica aos usuários.

     
    • Stella Dauer

      outubro 4, 2010 at 14:43

      Eduardo,

      O Kindle não lê arquivos ePub. Sem a proteção apenas os MOBI, que são os AZW sem DRM.

      Existem conversores, mas não são para qualquer um. O mais famoso chama-se Calibre, mas requer um pouco de conhecimento em conversão, por exemplo. Não é para leigos.

      Ou seja, continuamos sendo prejudicados.

       
      • Rogerio Paixão

        outubro 20, 2010 at 9:29

        Olá, Stella. Muito interessante sua matéria. Tenho O Kindle DX, mas fiquei desapontado com a oferta dos livros em português da Amazon. A conversão dos .pdf para o formato proprietário do reader não é difícil, mas o layout e a paginação ficam muito ruins, perdendo toda a estrutura. Talvez por imperícia de minha parte, mas em alguns artigos que converti, o resultado é péssimo. Grande abraço.

         
      • Stella Dauer

        outubro 22, 2010 at 15:50

        Rogerio,

        Realmente, a oferta de livros em Português na Amazon é pobre. Deve melhorar, mas apenas com o tempo. Eu sempre recomendo o Kindle para aqueles que possuem mais arquivos particulares do que para quem quer comprar livros de lojas.

        A conversão realmente não fica muito boa, mas ela quebra um galho. É um processo automático, e a diversidade de diagramação em arquivos PDF é extensa. Não poderíamos esperar algo perfeito.

        Abraços.

         
  8. Marcio Britto

    outubro 20, 2010 at 16:17

    Olá Stella!
    Estou interessado em comprar um Alfa, mas pelo que eu vi o e-reader da positivo dó lê arquivos ePub e PDF com DRM. Esta informação procede??
    Grande abraço e parabéns pelo artigo.

     
    • Stella Dauer

      outubro 22, 2010 at 15:48

      Olá Marcio,

      Não pude testá-lo nesse quesito, mas o próprio site da Livraria Cultura diz que o Alfa aceita PDF com DRM Adobe e PDFs comuns.

      Abraços.

       
  9. Lúcia

    maio 10, 2011 at 8:48

    Olá Stella!
    Gostaria de saber onde comprar o Kindle aqui no Brasil.
    Att,
    Lúcia.

     
    • Stella Dauer

      maio 10, 2011 at 12:21

      Olá Lúcia,

      Você compra pelo site internacional da Amazon. Pode pedir lá que eles entregam no Brasil certinho, oficial, com nota fiscal e tudo, em até 7 dias!

       
    • Luís Alberto

      junho 8, 2011 at 16:40

      Aew..galera quem quiser estou vendendo o meu Kindle 6 polegadas 3ª geração (só wifi) com 5 meses de garantia por R$400,00 meu email é controlxly@yahoo.com.br estou em sp capital ….

       
      • Stella Dauer

        junho 8, 2011 at 20:22

        Opa, o preço tá bom pra quem não tem cartão internacional. Aproveitem!

         
  10. Mario

    junho 18, 2011 at 11:54

    Stella
    Tenho um monte de pdf que baixei da internet e gostaria de le-los na cama como se fosse um livro, é confortável?. Como é a compatibilidade desses pdfs baixados com os aparelhos e qual o melhor deles só para esta finalidade.
    Mario

     
    • Stella Dauer

      junho 19, 2011 at 14:02

      Nenhum desses leitores é realmente ainda muito bom para ler PDFs. As telas são pequenas. Entretanto, se o texto do PDF for selecionável é possível converter o arquivo para algum texto que fique melhor na tela, como ePub e AZW, do Kindle.

       
  11. Fabiana

    abril 10, 2012 at 12:49

    Oi. Cheguei nesse seu post só agora… estou pensando em comprar um e-reader. Ainda vale a pena em relação aos tablets? Amo ler e vivo baixando pdfs na internet … é possível fazer o upload desses arquivos para o e-reader ou será que tem algum tipo de ‘trava’? Obrigada!!

     
    • Stella Dauer

      abril 10, 2012 at 23:39

      E possível fazer os uploads, mas PDFs ficam muito ruins na tela do eReader.

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: