RSS

Leitores eletrônicos no Brasil: Kindle X Cool-ER

25 abr

Recentemente adquiri um Kindle para estudos e uso pessoal, e também tive a oportunidade de testar o Cool-ER, eReader da Gato Sabido. Confira minhas considerações e fique à vontade para fazer perguntas e comentários.

No final do ano passado Jeff Bezos, CEO da gigante do comércio eletrônico Amazon, anunciou que seu leitor de eBook Kindle seria vendido para fora dos Estados Unidos, incluindo o Brasil. O famoso Kindle enche os olhos à primeira vista. Visual clean, leve, tela agradável aos olhos, livros à distância de um clique com conexão sem fio em quase qualquer lugar do mundo, alto falantes externos, leitura em voz alta de livros, acesso à internet, dicionário integrado, um extenso acervo e o atendimento de uma das mais bem sucedidas empresas domando.

Com tantas vantagens e elogios derramados ao Kindle, fica difícil para um produto com menos investimento e com menos holofotes ganhar uma briga. Porém o Cool-ER, eBook reader trazido ao Brasil pela editora Gato Sabido, traz suas vantagens que podem acabar convencendo o consumidor brasileiro.

A primeira delas é o seu preço. Enquanto temos de desembolsar aproximadamente 1000 reais para adquirir um Kindle, esse preço cai para 750 reais quando falamos do Cool-ER (ATUALIZADO: agora trazer o Kindle para o Brasil custa em torno de R$550. Ou seja, agora o Kindle é o eReader melhor e mais barato). E se você não domina o Inglês, o Cool-ER traz mais um motivo para ser a sua escolha, já que possui um acervo de 850 títulos em Português, versus 600 na Amazon. Entretanto, ambas ainda estão recheadas de livros pouco famosos, obrigando o leitor a dar um incentivo para o mercado alternativo.

Ainda sobre o Português, o menu do Cool-ER é totalmente em nossa língua pátria, apesar de ser muito tosco e mal acabado. O Kindle é exportado para o mundo, mas não se preocupou em nos fornecer um software para nosso idioma.

Além disso, por não possuir qualquer tipo de conexão sem fio, o Cool-ER tem uma duração de bateria muito maior do que a do Kindle, que sob uso pesado  da sua rede Whispernet pode durar apenas um dia, contra uma semana bem lida no Cool-ER. Mas, com o 3G desligado (já que não dá para usá-lo com muita coisa) o Kindle pode durar também mais de uma semana sem recarga. O tamanho do Cool-ER é menor assim como seu peso de 175 gramas contra 290 gramas do Kindle.

Ouvir música também pode ser mais cômodo no Cool-ER, que possui um tocador próprio e entrada para cartão SD com expansão de até 4GB, enquanto que o Kindle toca músicas e áudiobooks em caráter experimental por meio de atalhos de teclado e não permite a expansão dos seus 2GB de memória, um volume pequeno para quem quer carregar música e livros, concorrendo com seu alto falante externo e a possibilidade de leitura de livros em voz alta. Mas prepare-se: o Cool-ER não possui entrada padrão para fones, precisando de um adaptador (incluso) para funcionar.

Na hora da leitura, sua função principal, podemos dizer que eles empatam. Para ler textos normais a definição e a nitidez dos dois aparelhos foi satisfatória. Ambos possuem também o aumento de fontes para os mais ceguinhos, consultam a tabela de conteúdo e marcam sua página. Falando em página, o leitor da gato Sabido chega a demorar mais de 2 segundos para virar uma página, enquanto o Kindle virou praticamente todas que testei em menos de um segundo.

Mas as vantagens acabam por aí. Em todos os outros campos, o Kindle arrebenta sem concorrentes. Nele é possível assinar revistas internacionais e jornais brasileiros que são entregues automaticamente toda manhã, prontos para serem degustados com o café. O pequeno browser, ainda em testes, é muito pobre e feio, mas quebra o galho para acessar seu email, mesmo que demasiado lerdo, gratuitamente pela rede da Amazon.

Nos dois é possível alocar documentos pessoais, transferidos pelo cabo USB conectado ao computador. Como extra, a Amazon envia arquivos por email direto ao Kindle, mas aí você terá de pagar uma taxa de US$ 0,99 por megabyte enviado.

Ambos aceitam nativamente o formato PDF, mas o Kindle adapta o documento de forma muito melhor em sua tela. E caso queira fazer anotações no texto, basta converter o PDF para o formato .azw, nativo do Kindle. Para fazer isso, basta enviar o arquivo para um email específico da Amazon, que retorna seu livro em instantes, já convertido.

Você pode ver suas fotos nos dois leitores, mas a escala de cinza de 16 tons do Kindle (o dobro do Cool-ER) faz uma boa diferença. Isso vale também caso você seja fã de histórias em quadrinhos ou mangás, que ficam bem melhores no Kindle. E apenas o Kindle se preocupou em acrescentar o zoom para essas imagens, tornando a leitura de gibis quase impossível no Cool-ER.

O Kindle vem com um pequeno teclado físico, por isso é maior. Não é o mais confortável dos teclados, mas atende bem às necessidades de buscas e anotações em livros. Já o teclado para buscas do Cool-ER é sofrível, aparecendo pequeno no meio da tela e precisando do botão direcional para escrever, muito demorado.

A diferença entre os softwares é gritante. O Kindle pode não ser totalmente fácil de navegar, mas para ativarmos algumas funções no Cool-ER é preciso clicar mais de dez vezes nos botões. Quando desligamos o Kindle, ele volta no exato livro e página em que estávamos. Mas cuidado com o Cool-ER: se esquecer de marcar sua página vai ter de procurar por ela quando ligar o aparelho e perceber que voltou ao menu inicial. Ah, e só o Kindle permite escrever comentários no meio do livro, e os guarda em um arquivo separado e catalogado depois.

Enquanto podemos acessar a loja da Amazon de qualquer lugar que possua rede celular, os livros à venda para o Cool-ER só são encontrados no site da Gato Sabido, já que a editora brasileira limou a conexão sem fio que vinha no modelo internacional. Além disso, é preciso ficar de olho nos preços: alguns livros internacionais são mais caros na Gato Sabido do que na Amazon, mesmo esta cobrando em dólares.

No visual e na pegada, quem leva a melhor também é o Kindle. Mesmo não estando disponível nas 8 cores do Cool-ER sua cara branquinha confere-lhe ar limpo. Seus muitos botões só facilitam a leitura e a navegação pelos serviços e acervo. Já o Cool-ER peca ao possuir um botão direcional duro que só na frente e alguns ao lado que só se descobre sua funções na tentativa e erro. O botão que leva direto ao tocador de áudio é a única vantagem.

O Software

O Kindle para o PC possui um menu fácil para aumentar o tamanho da fonte, enquanto que o Adobe Digital Editions (ADE) faz isso de forma mais desajeitada, mas faz. O fundo preto do ADE faz com que ele torne a leitura mais agradável, enquanto que o Kindle parece apenas um visualizador de páginas. Além disso, a função de anotação e grifo tão útil nos eBooks só é encontrada no software da Adobe, sendo que a do Kindle só visualiza as feitas no aparelho.

Adobe Digital Editions

Kindle para Mac

Entretanto, o software do Kindle está intrinsecamente ligado ao Kindle e também a outros aparelhos como o iPhone e iPod touch. Todos esses aparelhos são sincronizados com sua conta na Amazon, e você pode ler seus livros comprados em até 6 lugares diferentes.

Conclusão – Com qual eu fico?

A decisão de qual deles você vai adquirir é muito pessoal. Basta ler nossa análise e pensar qual deles é o ideal para você. Se você não quer uma avalanche de serviços e complexidades que a Amazon e o Kindle oferecem, fique com o Cool-ER. Se você gosta de gadgets de última linha, gosta de ter os aparelhos mais populares e ama a conectividade em qualquer lugar, já sabe: seu aparelho é o Kindle.

Vale lembrar que esses leitores podem ser considerados “pobres” em recursos quando comparados a netbooks, tablete e até a celulares, justamente pelo seu conceito. Um eBook reader serve principal e essencialmente para o ato de ler livros. Não adianta ficar pedindo por um tocador de música melhor, um navegador decente e outros recursos mirabolantes, pois isso não vai aparecer ainda. E quando aparecer, ele não será mais chamado de eBook reader.

Tabelão – Kindle X Cool-ER

Extra – O que é um eBook reader?

O falatório é gigante, mas afinal de contas qual é a diferença de um eBook reader para um computador ou um celular? A principal diferença está na tela desse aparelho, feita com a tecnologia de tinta eletrônica, ou E-Ink. Essa tecnologia trabalha com tinta de verdade que é manipulada por cargas elétricas, dando assim a sensação de que você está lendo em papel de verdade e tornando a leitura muito confortável e prazerosa, quase substituindo um livro. Sua leitura é ótima até mesmo debaixo do sol e precisa de iluminação externa no escuro, já que poucos modelos possuem luz de fundo. Não dá dor de cabeça como as telas de computador e celulares em geral.

Galeria de fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

fotos por: Stella Dauer
Anúncios
 
28 Comentários

Publicado por em abril 25, 2010 em livro eletrônico (ebook)

 

Tags: , , , , , , ,

28 Respostas para “Leitores eletrônicos no Brasil: Kindle X Cool-ER

  1. Noga Sklar

    abril 25, 2010 at 17:17

    Belo artigo, Stella. Linkei.

     
  2. Miguel Cavalcanti

    abril 26, 2010 at 0:10

    Legal, e vi que você leu Rework 🙂
    Abs, Miguel

     
  3. Rafael Oliveira

    abril 26, 2010 at 10:46

    Ainda estou em duvida sobre qual dos dois vou comprar. O Kindle apesar de possuir varias funcionalidades, não tem suporte para epub, um formato muito adotado para ebooks, e podemos encontrar varios livros de dominio publico nesse formato. Outro detalhe é que o Kindle não permite zoom no pdf, já o Cool-er eu não sei, e queria saber até se você tem essa informação. O Cool-er suporta varios formatos, enquanto o Kindle precisar usar o email ou softwares conversores. E converter pdfs não é um bom processo, frequentemente muitas linhas saem cortadas, pq o pdf geralmente tem um layout fixo, e os programas tentam adivinhar onde que devem fazer a quebra de linha.
    Acho que na verdade oque ainda me incomoda no Cool-er é o acabamento mais simples, e o teclado, que parece ser muito duro.

     
    • Stella Dauer

      abril 26, 2010 at 12:13

      Olá Renato.

      O Cool-er permite o zoom de PDFs, mas fez isso de forma tão ruim que eu acho que nem conta. Eu converti alguns arquivos no Kindle, e vieram sem problemas até agora. Deitar o Kindle e ler o PDF na horizontal da tela funciona muito bem, mas eu preferi converter para o formato da Amazon porque aí posso fazer comentários no texto e marcar páginas.

      Os botões do Cool-er são mesmo duros, mas isso não é algo que incomode demais. O que incomoda é o teclado para busca ser virtual, já que aí temos que ir selecionando as letras com o pad direcional, e isso demora. Mas se você acha que não fará muitas buscas, isso também não deve ser problema. No Kindle eu só usei o teclado até agora para procurar coisas na loja da Amazon.

      Eu pessoalmente não leio muitos livros em formato ePub, mas o mercado brasileiro parece estar se dirigindo a isso, e não ao formato da Amazon, além do iPad. Então se você acha que vai comprar muitos livros por aqui e não quer ler muita coisa em inglês, o Cool-er é a melhor opção mesmo.

       
  4. rafah

    abril 29, 2010 at 23:00

    Vai sair uma atualização pro Kindle com suporte a zoom nos PDFs.
    http://migre.me/AFvT

     
  5. Valdir

    maio 23, 2010 at 12:14

    Parabéns pelo post, muito elucidativo…. estou pesquisando para comprar um leitor de ebook para mim (sempre fui um entusiasta da leitura digital, já li livros inteiros em um Palm z22, imagine só…).

    Tô fazendo as contas mas estou me inclinando a comprar um Cool-ER…

    Sobre o Kindle, as anotações são boas de se fazer?

    A recarga da bateria deles demora muito? O Fato do Cool-ER só recarregar por USB é o que me deixa com um pé atrás, tô viajando muito e não tenho um computador a disposição pra recarregar dispositivos ;\

     
    • Stella Dauer

      junho 3, 2010 at 8:55

      As anotações no Kindle não são uma maravilha, mas com certeza servem para quem lê muitos livros técnicos ou está fazendo TCC, monografia, essas coisas.

      Ele não acentua em português, e alguns podem achar o tecladinho um pouco incômodo, mas para mim tanto o recurso de anotações como o de grifo são mais do que suficientes. O fato do Kindle guardar um arquivo separado com as suas anotações e grifos, com página e etc, é uma mão na roda.

      A recarga do Kindle é relativamente rápida. Umas duas horas se a bateria estiver completamente arriada. Pela tomada costuma ser mais rápido.

       
  6. Viviani

    maio 29, 2010 at 3:02

    Na verdade, a bateria do Kindle dura até duas semanas se você deixar a rede desligada, ou uma semana se você deixar a rede desligada e ligá-la de vez em quando.

    As anotações do Kindle são excelentes e fáceis de se fazer, inclusive permitindo que se sublinhe as partes que você gostar nos livros e guardando tanto umas quanto as outras na rede da Amazon, o que faz com que você não as perca nunca mais. 😀

     
  7. Rafael Oliveira

    junho 15, 2010 at 11:03

    Eu decidi comprar o kindle. Alguém sabe quanto está o preço atual em reais?

     
    • Stella Dauer

      junho 15, 2010 at 14:13

      Acho que aqui no Brasil o preço da importação com frete fica por volta de mil reais… 😦

       
    • Stella Dauer

      junho 28, 2010 at 20:17

      Mas, novidades. O preço do Kindle lá fora passou para 190 dólares. É uma ótima hora para adquirir um Kindle, que agora fica em torno de R$720 reais se comprado aqui no Brasil.

      Fica mais barato que o Cool-ER agora.

       
  8. Transeunte

    junho 24, 2010 at 16:03

    Muito bom o texto! Estou pensando em comprar um ebook reader também e agora com a proximidade do lançamento do mix leitor-d fiquei na dúvida. Você tem planos de fazer um post depois do lançamento dele?

     
    • Stella Dauer

      junho 28, 2010 at 20:06

      Olá Transeunte.

      O Mix Leitor-D será um ebook reader voltado para a área educacional. Eu não sei nem se chegará a ser comercializado para o usuário normal.

      Enfim, se eu conseguir um para testes, pode ter certeza que eu tentarei obetê-lo para testes, e publico algo por aqui.

      Att.

       
  9. Sérgio Lima

    julho 10, 2010 at 20:43

    Opa Stella,

    Eu jamais compraria o Kindle por conter DRM (sobre DRM)… e estou bem interessado no NOOK, da Barnes e Noble…

    Vi relato de gente comprando, via ebay, e chega aqui por algo em torno de R$500,00 Me pareceu a melhor opção entre os atuais leitores dedicados de e-livros.

    abs

     
    • Stella Dauer

      julho 12, 2010 at 22:59

      Olá Sérgio,

      Eu realmente tenho entre os meus futuros planos a compra de um nook, principalmente pelo fato dele ler ePub, o formato que é considerado padrão entre editoras e designers.

      São muitas as críticas sobre ele, mas eu não sou muito exigente… 😀 Além disso, a rede 3G dele não funciona aqui no Brasil como a do Kindle. Cada um deles tem suas vantagens e desvantagens, não tem jeito.

      E realmente o preço puro do nook pelo eBay fica em torno de R$500. Eu pensei em adquirir um dessa forma. Porém, tenho receio de que a alfândega tarife ele, e aí o preço praticamente dobra.

      Estou à espera de algum conhecido que passe pelos EUA para trazer um para mim.

      T+

       
  10. Marcos Antonio

    julho 29, 2010 at 13:05

    Gostaria de saber se o cool-ER se conecta com a internet?
    Obrigado.

     
  11. Stella Dauer

    julho 30, 2010 at 20:49

    Olá Marcos Antonio,

    O Cool-ER não se conecta à internet, e recentemente foi tirado de linha no exterior. Compensa infinitamente comprar um Kindle legalmente aqui no Brasil, sai por R$550.

     
    • Pedro

      agosto 4, 2010 at 22:11

      Olá Stella,
      Gostei muito desse comparativo. Poderia me indicar onde conseguir um kindle legalmente por esse preço (R$550) no Brasil?
      Obrigado.

       
      • Stella Dauer

        agosto 5, 2010 at 0:21

        Pedro, é só ir ao site da Amazon, o oficial, mesmo. Se digitar kindle.com já cai lá.

        É só fazer o cadastro no site e comprar normalmente, colocando o seu endereço. A única porcaria é que precisa ter cartão de crédito internacional.

        Em pouco mais de uma semana chega certinho na porta da sua casa.

         
  12. Marcos Antonio

    agosto 1, 2010 at 4:05

    obrigado Stella!!
    Marcos Antonio

     
  13. Marcos Antonio

    agosto 1, 2010 at 11:20

    Stella o Kinder DX é esse preço, onde vende?já pesquisei na internet e não encontrei por esse preço.

    Obrigado
    Marcos Antonio

     
    • Stella Dauer

      agosto 5, 2010 at 0:23

      Marcos Antonio, o DX não tem o mesmo preço que o Kindle 3. Enquanto o 3 custa US$139 a versão só com Wi-Fi, o Kindle DX está saindo por US$359 o branco. É um pouco salgado ainda.

       
  14. Ana

    setembro 4, 2010 at 23:11

    eu achava q o Cool-ER era mais vantajoso pois com ele eu poderia colocar todos os livros q peguei por ai, no Knidle eu posso transferir meus livros do pc para o kindle?Via USB?Por q se nao puder nao vale tanto a pena assim, oCool-ER caiu pra 599 agora pela gato sabido, estou quase comprando… se alguem puder me responder fico agradecida.

     
    • Stella Dauer

      setembro 4, 2010 at 23:16

      Ana, é possível colocar seus livros no Kindle. Se eles tiverem sido comprados na Amazon, terão o formato AZW e serão lidos sem problemas.

      PDFs também são lidos pelo Kindle, contanto que não tenham sido comprados em lojas brasileiras, que geramente colocam uma proteçnao chamada DRM para que sejam lidos apenas em alguns lugares.

      E no caso de arquivos DOC o Kindle disponibiliza um email seu para onde você pode mandar o arquivo do Word que ele devolve no formato da Amazon. O mesmo vale para PDFs.

      O Kindle não aceita livros em ePub

       
      • Ana

        setembro 5, 2010 at 0:00

        Obrigada Stella, parece ser meio limitado essa questao de add meus livros no Kindle por uma simples transferencia do tipo arrasta e cola por USB, e adiciona o fato dele nao ler formato dos ebooks vendidos no Brasil 😦
        Estou agora indecisa se compro o cool-er q é bem bonitinho,ou espero a nova remessa do posotivo Alpha q parece so chegar somente em novembro, porem nao me agrada na estetica apesar de parecer ser mais completo.
        Eu descartei o mix leitor D pelo preço meio salgado e a falta de um parcelamento melhor no site deles.
        Chato como as coisas no Brasil andam em passos estranhos, o Alfa acabou e so em novembro vao Fabricar mais,e o mixleitor D tao escondido e caro, porque todas estas empresas nao vendem tudo em grandes sites? se o mix leitor D estivesse a venda no submarino eu ate compraria em 10x por exemplo. Nossa ja ta virando um paredao de texto, rsrs obrigada mais uma vez.

         
  15. Cicero

    setembro 29, 2010 at 12:18

    Eu sou estudande de engenharia e estou querendo comprar o kindle. Dá para ter uma boa experiência na leitura de livros técnicos, tipo livros de cálculo – que possem muitas fórmulas, no kindle de 6″? Queria comprar o de 9,7″, mas sai muito caro. Agradeço comentários.

     
    • Stella Dauer

      setembro 30, 2010 at 7:34

      Cícero, depende muito. Se forem PDFs, você pode sair prejudicado com qualquer tela que tenha 6″. Mas se você não precisa de coisas muito coloridas a ponto de ter um iPad, talvez para você a melhor pedida deja mesmo o DX.

      Até dá pra ler PDFs no Kindle, com um certo conforto, mas se você quer stress zero, vá de DX.

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: